segunda-feira, 1 de agosto de 2011

ENCARGOS PEQUENINOS

Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido?
Se todo ele fosse ouvido, onde o olfato?
– Paulo (I Corintios, 12:17)

Se não acreditas no valor dos instrumentos e encargos diminutivos, pensa num carro
sem rodas, num piano sem teclas, num grande sistema de serviço elétrico sem o fio de
condução da força...
* * *
Não fossem as gotas dágua e a fonte não existiria.
Recusasse a semente a própria segregação no solo e a terra se converteria em deserto.
Não se resignasse a pedra com o próprio anonimato nos alicerces e um edifício seguro
jamais se colocaria de pé.
Lembra-te da poção medicamentosa que te suprime a dor, do corpo dágua pura que te
dessedenta, do livro simples que baseia a cultura complexa e jamais te digas inútil.
* * *
Somente aquele que se dispõe a fazer as coisas pequeninas, que sabe e pode, virá a
saber e a poder realizar grandes coisas.
* * *
Qualquer subida exige passos e degraus.
* * *
Assim também nas ascensões do espírito a que se refere o Evangelho do Senhor.
Chegarás futuramente às culminâncias do serviço e da luz, na esfera de ação direta do
Cristo de Deus, mas para isso é imprescindível que faças agora tão bem quanto te seja
possível, todo o bem que és capaz de fazer.