terça-feira, 10 de abril de 2012

EM MATÉRIA DE FÉ

Conservarás a fé.
Aprenderás com ela a entoar louvores pelas Bênçãos do Pai Supremo,
manifestando a gratidão que nasça do teu Espírito. Entretanto, acima de tudo, tomá-laás
para guia seguro no caminho das provas regeneradoras da Terra, para que atendas
dignamente aos desígnios do Senhor, na execução das tarefas que a vida te reservou.
Cultivarás a fé.
Encontrarás nela recursos de base que te endossem as súplicas endereçadas à
Providência Divina. Aplicar-te-ás, todavia, a empregá-la por sustentáculo de tuas forças,
no dever a cumprir, a fim de que não desapontes o Plano Superior, na cooperação que o
Mundo Espiritual te pede, em benefício dos outros.
Falarás da fé.
Guardar-lhe-ás o clarão na concha dos lábios, suscitando segurança e paz
naqueles que te ouçam. Descobrirás nela, porém, a escora preciosa, para que não
desfaleças nos testemunhos de abnegação que o mundo espera de ti, procurando sorrir
ao invés de chorar, nos dias de sofrimento e provação, quando as notas do entusiasmo
tantas vezes te esmorecem na boca.
Respeitarás a fé.
Reconhecerás nela o traço dominante dos grandes espíritos que veneramos na
categoria de heróis e gigantes da virtude, transformados em balizas de luz, nas trilhas da
Humanidade.
Observarás, contudo, que ela é igualmente um tesouro de energias à tua
disposição, na experiência cotidiana, conferindo-te a capacidade de realizar prodígios de
amor, a começarem da esfera íntima ou do âmago de tua própria casa.
Paulo de Tarso afirmou que o homem se salvará pela fé, mas, indubitavelmente,
não se reportava a convicções e palavras estéreis. Decerto que o Amigo da Gentilidade
queria dizer que o Espírito humano se aperfeiçoará e regenerará usando confiança
positiva em Deus e em si mesmo, na construção do bem comum. Fé metamorfoseada em
boas obras, traduzida em serviço e erguida ao alto nível dos ensinamentos que exponha,
nos domínio da atividade e da realização. Tanto é verdade semelhante assertiva que o
Apóstolo se referia à Fé por recurso dinâmico, no campo individual, para a edificação do
Reino Divino, que ele próprio nos asseverou, convincente, no Versículo 22 do Capítulo 14
de sua Epístola aos Romanos:“Se tens fé, tem-na em ti mesmo, perante Deus”.