terça-feira, 17 de abril de 2012

Prece de Aceitação


Se eu pudesse, Jesus,
Queria estar contigo
Para ser a esperança realizada
De quem vai pelo mundo, estrada a estrada,
Entre a necessidade e o desabrigo...


Desejava seguir-te, humildemente,
Sem méritos embora,
Para erguer-me em consolo de quem chora
Mostrando o coração enfermo e descontente.


Queria acompanhar-te nos recintos,
Onde a dor leciona e aperfeiçoa
A fim de ser conforto junto dela
E, manejando a frase terna e boa
Afirmar como a vida é grande e bela!...


Se pudesse, Senhor, conversaria com todas as crianças
Para dizer que não te cansas de criar alegria...
E seria feliz ao converter-me em modesto recado,
Informando, Jesus, a todos os velhinhos
Que nunca estão sozinhos, porque segues conosco, lado a lado...


Se dispusesse de recursos, queria ser a vela pequenina,
Acesa no clarão do sol que levas,
De modo a socorrer aos que jazem nas trevas,
Fugindo sem razão, da bondade Divina...
Entretanto, Senhor, sei das deficiências que carrego...


Venho a ti como estou, por isto mesmo rogo:
Não me deixes a sós por onde vou...


Se não posso, Jesus, ser bondade, socorro, paz e luz,
Toma-me o coração e, perdoando a minha imperfeição,
Esquece tudo o que meu sonho almeja e ensina-me Senhor,
Com o teu imenso amor, o que queres que eu seja.



Maria Dolores
Psicografia de Francisco Cândido Xavier