terça-feira, 26 de julho de 2011

A CAMINHO DO ALTO

Porque eu sou o menor dos apóstolos... – Paulo. (I Corintios,15:9)
Decididamente, muitos defeitos nos caracterizam ainda o progresso moral deficitário.Nãonos será lícito, porém, esquecer algumas das bênçãos que já conseguimos amealhar como amparo do Mestre Divino.* * *Não temos a santidade; no entanto, já nos matriculamos na escola do bem, aprendendo aevitar as arremetidas do mal.* * *Não dispomos de sabedoria, mas já percebemos a importância do estudo, diligenciandoentesourar-lhe os valores imperecíveis.* * *Não possuímos a inexpugnabilidade moral; todavia, já sabemos orar,organizando aprópria resistência contra o assédio das tentações.* * *Não nos galardoamos ainda com o total desprendimento de nós mesmos, notadamenteno capítulo do perdão incondicional; contudo, já aceitamos a necessidade de abandonar aconcha do egoísmo,exercitando-nos em diminutivos gestos de entendimento efraternidade para alcançar a vivência da grande abnegação.* * *Não atingimos o sentimento imaculado; entretanto, pelo esforço na disciplina de nossasinclinações e desejos,já nos adestramos,a pouco e pouco e pouco,para aquisição doamor puro.* * *Não entremostramos, de leve, o heroísmo da fé absoluta, mas já assimilamos graurelativo de confiança na Divina Providência, buscando agradecer-lhe a paz dos diasserenos, tanto quanto invocando-lhe a proteção para a travessia das horas difíceis.* * *Sem dúvida, estamos muito longe, infinitamente muito longe da perfeição...Cabe, porém,a nós, aprendizes do Evangelho, a obrigação de confrontar-nos hoje com o que éramosontem e, a nosso ver, feito isso, cada um de nós pode, sem pretensão para frasear aspalavras do apóstolo Paulo,nos versículos 9 e 10,do capítulo 15,de sua Primeira Epístolaaos Coríntios: - “ Dos servidores do Senhor, sei que sou o menor e o mais endividado perante a Lei,mas com a graça de Deus sou o que sou”...