quarta-feira, 22 de agosto de 2012

CONVITE À CORAGEM

“Sorte madrasta!” — Desabafaste, após a dificuldade que te chegou de
surpresa.
“Tudo de ruim me acontece!” — Proferiste, em desalinho mental, após o
problema intrincado que tomou corpo sem que o esperasses.
“Não poderia ser pior!” — Reclamaste em pleno clima do desespero que te
absorveu.
Todavia, relegas a plano de olvido todas as coisas boas que vens fruindo,
que possuis.
Faze um giro pelos hospitais onde estão os rebotalhos do sofrimento. Além
daqueles ali albergados, há outros sofredores que experimentam maior soma
de inquietações...
Multidões de mutilados estão lutando para se readaptarem à vida; cegos
exercitam a memória e surdos-mudos aprendem leitura labial para saírem do
isolamento em que se demoram; crianças retardadas se submetem a
tratamentos técnicos, penosos; gagos corrigem a fala a duros penates;
operados de intrincados problemas orgânicos deixam-se conduzir sob
limitações coercitivas em difíceis processos para a sobrevivência física..
E as mães desassossegadas ante filhos inditosos, esposos traidos, irmãos
malsinados, cujas dores passam ignoradas?
Sai da noite a que te recolhes em pessimismo, e tem coragem.
Insucesso é ocorrência perfeitamente natural, que acontece a toda e
qualquer criatura.
Problemas são desafios à luta e dificuldades são testes de promoção
espiritual.
Indispensável manter o bom ânimo em qualquer lugar e posição,
recordando a necessidade de nobre aplicação dos valores de que dispões:
visão, palavra, audição, movimento, lucidez e tantos outros, distribuindo
bênçãos entre os que conduzem mais pesado fardo.
... E seja qual for a provação que te surpreenda, tem coragem!
O pior que pode acontecer a alguém é entregar-se à descrença, apagando
a chama íntima da fé e caminhar em plena escuridão da estrada, sem arrimo.
Assim, confia em Deus, e, corajoso, prossegue de espírito tranqüilo.