quinta-feira, 16 de agosto de 2012

IMPOSSÍVEL NEGAR

Que é Deus?
- Deus é a Inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.
(“O livro dos Espíritos”, questão nº1)
Impossível negar a existência do Criador, Causa do Universo e da
Vida; à Sua exceção, nada existe que se fez por si mesmo...
Na Inteligência Suprema, tudo se origina – Para Ela tudo converge,
após cumprir a trajetória evolutiva que está reservada no Cosmos.
Em Deus, tudo preexiste e sobrevive, porquanto o Criador
desconhece tempo e espaço.
A vida na matéria densa é uma aventura exterior do Espírito
Imortal, numa Incansável busca de si mesmo, até que se reintegre
de forma consciente em Deus.
A existência do Criador para a criatura é a prova maior da sua
imortalidade!
A vida se transmuda de maneira incessante, porém jamais
desaparece; os estados da matéria se depuram até o ponto em que
se torne impossível delimitá-la...
Adiante, pois, espírito e matéria se confundem – Emanações
aparentemente heterogêneas do Criador.
O acaso, para os homens sobre a Terra, não passa do
inexplicável.
Conforme os Espíritos Superiores disse a Kardec, para que o
Homem compreenda a natureza íntima de Deus, falta-lhe um
sentido.... Somente agora, com o avanço da Ciência e das modernas
especulações filosóficas, a humanidade se depara com a grande
incógnita do Universo – Até mesmo a chamada física quântica lhe
rende tributo, reeditando Pitágoras, um dos maiores gênios da
matemática de todos os tempos, que definiu Deus como sendo o
número perfeito - O Número 1...
Entre a matemática de Pitágoras e Teologia de João, o Evangelista,
que definiu Deus como sendo “Amor”, não há contradição,
porquanto o Criador há de ser único.
Deus se mostra presente, nas entranhas da terra, com os vermes
que se arrastam no subsolo, tanto quanto com a águia que voa a
grandes alturas – Através das pedras e das plantas, dos animais e
dos homens, dos espíritos e dos seres angelizados. O Criador está
presente em toda parte.
Se as chamada morte algo fizesse desaparecer em definitivo,
estaria lesando a natureza, burlando a lei Divina, que nada criou
para a destruição.
Deus é Pai e é Mãe, conforme a idéia dos antigos filósofos do
Hinduísmo; em Seu hálito Divino, existimos e nos movimentamos, de
acordo com a concepção do apóstolo dos gentios... Ele é o Senhor dos
exércitos dos judeus, tanto quanto a força que, na concepção de
Haeckel, filosofo materialista, organiza a matéria.
O dinamismo da vida é o dinamismo de Deus, que não cessa de
criar e recriar a sua própria obra.
A morte é transformação necessária...
Prédios antigos cedem lugar a construções de linhas arquitetônicas
mais arrojadas; hoje, inclusive, cultiva-se no deserto e, em breve,
serão terras igualmente férteis as grandes geleiras.
Louvemos, pois, na existência de Deus a própria vida Infinita,
caminhando sem receio do desconhecido, na certeza de que somos os
artífices de nós mesmos!
As questões ideológicas em torno da Divindade, fomentada pelos
interesses escusos das religiões, aos poucos se esboroarão, e o Tempo,
de acordo com o que disse Jesus à mulher samaritana, nos inclinará
à reverência de Deus em Espírito e Verdade.

Se Teus Olhos Forem Bons/Irmão José/C.Bacelli