terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Receita de sucesso

O que é que cria uma carreira de sucesso? Falamos do sucesso real, verdadeiro. Não daquele efêmero, que dura uns anos, uma geração e depois, tão depressa quanto surgiu, desaparece.
Falamos do sucesso que alcança algumas pessoas e que se reflete em outras vidas, beneficiando-as, alterando o rumo para melhor.
No Brasil, uma das grandes carreiras de sucesso é a do Doutor Ivo Pitanguy.
Com ele, a cirurgia plástica no Brasil e no Exterior ganhou dignidade. O que o levou a se especializar nesta área, foi exatamente o impacto que teve com as deformidades que viu no atendimento hospitalar, ao iniciar seus estudos médicos.
Principalmente os pacientes do Pronto-Socorro foram a grande escola e laboratório para o famoso cirurgião. Numa época em que a função do médico era salvar vidas, sem atentar-se para o aspecto físico do paciente, ele passou a se questionar no quanto uma cicatriz podia perpetuar um momento desagradável para uma pessoa.
Sempre disposto a aprender mais, porque o que sabia achava que não era suficiente, ele foi se especializar nos Estados Unidos, na Inglaterra e na França.
E conta seu segredo de sucesso: muita determinação, disciplina, muito sacrifício, mas, sobretudo, entusiasmo.
A disciplina, diz, começou a adquirir com o esporte. Praticava natação, vôlei, tênis e outros esportes. O esporte lhe deu modéstia, humildade, porque lhe ensinou a perder.
Mas sempre teve muita noção do tempo que poderia dedicar ao esporte e o que deveria aplicar nos estudos. Quando era garoto, deixava de ir a uma festinha à noite para poder nadar.
Poder se afastar um pouco do que você faz é o que dá para a pessoa, enfatiza ele, forças para fazer seu trabalho com amor.
Dividindo-se entre o esporte e a leitura, nos momentos de descanso, conclui: Tenho a impressão de que eu soube viver com intensidade e com enorme sacrifício pessoal e da minha família, vinte e quatro horas por dia, um sonho que eu continuo a viver.
*   *   *
Eis uma receita de sucesso. Eis uma experiência de vida de alguém que avança no tempo enquanto cresce e aprimora a própria técnica de viver.
E, para completar, demonstrando que a sabedoria reside em passar adiante o que se sabe, o que constitui conquista do próprio esforço, ele criou uma escola, para que haja continuidade do seu trabalho.
Para os que lhe perguntam se não teme a concorrência dos próprios médicos aos quais repassa as suas técnicas, afirma que nunca pensou dessa forma. Os que com ele aprendem são profissionais que se especializam e irão cuidar de outras tantas pessoas que ele não pode atender.
O seu objetivo é ensinar cirurgia, não só reparadora como também estética. Abrir a sua intimidade para difundir aquilo em que ele acredita. Sem medo de concorrentes. Pois o que de fato faz uma clientela e um nome é o que se faz de bom.
*   *   *
Transforma a tua vida num oásis de bênçãos. Espalha boa semente por onde passes. Ensina o que saibas. Auxilia a quem possas.
O melhor da vida é dar. É ser semeador.
A riqueza do mundo pesa, vergando o possuidor para baixo. O tesouro do amor ergue a criatura, fá-la voar, livre e feliz, nos córregos do infinito.
Esvazia de qualquer ambição a tua vida, para que, pobre de poder, tenhas rico de amor o coração.

Redação do Momento Espírita, com base no artigo Mãos
mágicas, de Seleções Reader´s Digest, de fevereiro/2002 e
com versos finais do
Canto XI, do livro Estesia, pelo
Espírito Rabindranath Tagore, psicografia de Divaldo
Pereira Franco, ed. LEAL.