domingo, 4 de março de 2012

DE SOL A SOL

Dizes-te numa época de tensão, na qual os sucessos de ordem negativa surgem
aos montes, compelindo-te aos mais graves testes de fortaleza moral.
Tão grande a massa de conflitos, na esfera da alma, que muitos dos nossos
irmãos de jornada evolutiva se recolhem à retaguarda, buscando refazimento, quando
não a cura dos nervos destrambelhados.
À vista disso, indagas, por vezes, como trabalhar eficientemente e, ao mesmo
tempo, resistir com êxito ao assédio da inquietação. Realmente, isso envolve questão
muito importante no mundo íntimo de cada um de nós, porquanto nem podemos parar
nos domínios da ação e nem desconhecer a necessidade de equilíbrio para suportar
construtivamente as provas que venham a sobrevir. A única solução a nosso ver, será
focalizar a mente do Espírito do Senhor, e Ele, o Divino Mestre, dar-nos-á rendimento em
serviço e descanso ao coração. Se aparecerem dificuldades imprevistas, entrega-lhe os
obstáculos que te aborrecem, e prossegue no dever que te esposaste. Se tribulações te
caírem na estrada, imagina-lhe as mãos vigorosas nas tuas e procura atravessa-las, de
ânimo firme, aproveitando a lição bendita do sofrimento. Se problemas te desafiam,
transmite-lhe as tuas apreensões e atende com paciência aos encargos que a vida te
reservou. Se amigos te desertaram, mentaliza nele o companheiro infalível e continua fiel
aos compromissos que te honorifiquem a existência.
Dividamos diariamente com Cristo de Deus a carga abençoada de trabalho que
nos pese nos ombros. Ele é o gerente de toda a empresa de elevação e sócio provedor de
todas as nossas necessidades. Deixa que o Senhor faça por ti a carga de trabalho de não
consegues fazer, e segue a frente oferecendo os melhores recursos de que disponhas, no
desempenho das obrigações imediatas que te compete, e observarás que quaisquer
aflições se dissipam, em torno de ti, como as sombras se desfazem à luz dos Céus, a fim
de que sirvas alegremente, no bem de todos, com invariável serenidade, de sol a sol.