terça-feira, 9 de outubro de 2012

VIDA RENOVADA

A dádiva mais extraordinária que existe é a vida. Manifesta-se de formas variadas, obedecendo a
ciclos rítmicos, com objetivos estabelecidos.
Não há como evitá-la, sequer procrastiná-la no seu cadenciado fatalismo, no rumo da perfeição.
A vida renova-se sem cessar, e esse fenômeno faz parte do seu processamento. O que se não renova,
morre, transforma-se, perturba o mecanismo existencial.
Especialmente, a vida humana é um dom supremo, que deve ser preservada e utilizada com eficiência,
dilatando-a ao máximo, a fim de se recolherem os benefícios que faculta.
Emanação divina, a vida é a presença do psiquismo superior manifestando-se em toda parte.
Aspirar e inundar-se dessa energia vital é ato de inteligência, aplicado à preservação de conquistas e
ampliação delas.
Nesse incessante fluxo de energia eclodem as possibilidades inatas no ser, e ele apercebe-se da glória
e da alegria de viver.
Para que a vida estue em abundância em ti, faze-lhe uma cuidadosa avaliação de como te sentes, como
estás e que tens conseguido.
Tem coragem para proceder a uma auto-análise consciente, responsável, enriquecedora, de forma que
ao constatares os resultados negativos te disponhas ao enfrentamento revolucionário da mudança de crenças,
pensamentos, hábitos, comportamentos, tudo quanto constitua obstáculo ao teu desenvolvimento, à valorização da
vida e suas realizações.
Velhos hábitos arraigados, pensamentos viciosos, vontade enfraquecida, atavismos perniciosos,
ressentimentos conservados, conspiração contra o teu programa de renovação.
Constatarás a necessidade de mudanças, porém, todas as fixações da tua existência se sublevarão,
impondo-te restrições, adiamentos, desestímulos...
Dentre os muitos fatores negativos que tentarão manter-te na postura de sofrimento ou de paralisia, há
o medo do que dirão os outros, de como te verão os demais, do que te sucederá... Outros mecanismos
perturbadores emergirão do inconsciente, pretendendo conservar-te no patamar em que estagias.
Acreditar-te-ás cansado, idoso, jovem, desequipado de vontade, sem força moral, incapaz de enfrentar
situações novas, e cederás à tentação de permanecer como te encontras: com problemas, angústias, insatisfação,
insucessos...
Começa, assim mesmo, o teu programa, renovando as tuas velhas crenças, aquelas que te foram
impostas por pessoas incapacitadas para educar-te, embora generosas, com suas opiniões depreciativas, seus
conceitos servis, suas previsões funestas.
És capaz de superar o pessimismo e a falta de auto-estima que te foram impingidos e aceitaste sem
relutância. Este é o teu momento, e não mais tarde, ou nunca mais.
Muda os teus pensamentos e raciocínios, direcionando-os para o êxito, que deves acreditar, e,
empenhando-te, conseguirás.
Logo depois, passa à ação renovadora.
Os velhos hábitos criam fortes resistências e lutarão contra as tuas disposições de mudança.
Trata-se de um novo programa, que vivenciarás passo a passo, firmando-se, a pouco e pouco, até o
momento dos bons resultados.
Não desistas, nunca, de te renovares para melhor, porquanto a vida não retorna às mesmas condições,
circunstâncias e tempo, embora nunca cesse de manifestar-se e oferecer ensejos.

 A serenidade divina invade-me após o cumprimento dos deveres.
• Compreendo a minha responsabilidade no conjunto da vida em que me encontro e desligome
dos conflitos.
• Lúcido, avanço, passo a passo, na conquista da consciência e harmonizo-me, integrando-me
no conjunto da Obra de Deus.
• Sereno e confiante, nada de mal me atinge.